Viana do Castelo



Viana, é herdeira de um genuíno artesanato e folclore, o que faz do Alto-Minho uma das regiões etnograficamente mais ricas e com as mais belas expressões do artesanato português. Durante gerações, o ensinamento dos lavores e trabalhos manuais foi confiado às jovens moças minhotas que fiavam, teciam e bordavam para constituir o seu enxoval e fazer o seu traje.

Vem da segunda década do século XX a assunção da importância do bordado regional de Viana, fruto duma exposição levada a efeito nesta cidade. Desde aí, tem-se afirmado permanentemente, com alguns percalços, mas também com a atenção e a devoção dos vianenses que apreciam esta arte, que partiu inicialmente da simples aplicação do fio de linho, e logo aproveitou o fio de algodão que bebeu o azul e o vermelho, passando depois a utilizar mais cores, a exemplo do verde, amarelo, roxo ou laranja.

O bordado de Viana do Castelo foi certificado em 2011, propiciando, no futuro, uma existência sustentada, e a garantia de uma constante afirmação e renovação. Na sua beleza própria, inclui o bordado a lã – que marca mais vincadamente os nossos trajes tradicionais -, e o bordado a linho ou algodão, mais utilizado e mais caracterizado como tal. Os temas, resultam do pensamento e do cunho individual, mas neles predomina a dor e a agressividade das silvas, o amor, presente em forma de coração, ou a nostalgia, matizada de japoneiras e de outros motivos que o sonho acalenta.

37 Produto(s)
37 Produto(s)